22 outubro 2011

SIRIUS



O black metal instalou-se definitivamente em Portugal durante a década de 90. Os seus expoentes na vertente melódica foram os Sirius. Grupo oriundo de Lisboa e surgido em 1994, integrava inicialmente apenas o guitarrista Draconiis (aka Nexion K) que via no projecto a possibilidade de dar azo individual aos seus devaneios musicais. Em 1997, Raven (baixo) e Vukoblack (bateria, teclas), que já haviam tocado com Draconiis nos Twilight, juntaram-se-lhe. No ano seguinte, ainda sem contarem com um vocalista, gravaram uma demo, "Fiery Strife At The Cosmic Gates of Armageddon", que despertou o interesse de várias editoras. É por essa altura que Lord Gornoth se junta aos restantes membros do grupo, assumindo-se como vocalista. Após a edição da referida demo, ocorrida no dia 3 de Dezembro de 1998, o baterista Flame e o guitarrista Barzh integram os Sirius. Em Março de 1999, assinam contrato com a editora norueguesa Nocturnal Art Prods, contrato esse que previa o lançamento de dois álbuns, iniciando de imediato a fase de gravação do primeiro longa duração, "Aeons of Magick". Raven acaba por abandonar os quadros dos Sirius durante as gravações, passando Barzh a ocupar-se do baixo e sendo admitido Ainvar na qualidade de guitarrista. Em Fevereiro de 2000 "Aeons of Magick" é lançado. Pouco depois, os Sirius começam a pensar naquele que virá a ser o seu segundo àlbum, "Spectral Transition". Depois de três concertos em Portugal, partem para a Noruega, com vista a participarem no Steel Warriors Rebellion Festival. Barzh deixa a banda ainda antes de, em Outubro, iniciarem a nova fase de gravações de "Spectral Transition - Dimension Sirius" que irá ocorrer nos Akkerhaugen Lydstudio. Nelas, o grupo conta com as participações de Faust (Emperor), de Samoth (Emperor, Zyklon) e de Daemon (Limbonic Art, Zyklon). Em Março de 2001, o disco é finalmente apresentado, estabelecendo os Sirius como uma das bandas mais promissoras de black metal. Com o fim do contrato com a Nocturnal Art Prods, o grupo assina com a Nuclear Blast Records mas essa ligação nunca virá a revelar qualquer fruto pois entretanto o projecto dissolve-se.

DISCOGRAFIA

FIERY STRIFE AS THE COSMIC GATES [Tape, Edição de Autor, 1998]


THE ECLIPSE [Tape, Edição de Autor, 1998]


AEONS OF MAGICK [CD, Nocturnal Art Productions, 2000]


SPECTRAL TRANSITION: DIMENSION SIRIUS [CD, Candlelight, 2001]

COMPILAÇÕES


PROMÚSICA 45 [CD, Promúsica, 2000]

PRESS
O Ano do Eclipse, José Rodrigues, Blitz nº 792 de 04-01-2000
Uma Força Musical, G.Lucas; Promúsica 45 de 10-2000
Outras Dimensões, José Rodrigues, Blitz nº 875 de 07-08-2001

0 comentários: