03 março 2012

MOURAH



Nascido em Cascais em 31 de Agosto de 1982, Hugo Moura (aka Mourah] viveu os seus primeiros anos de vida em Almeirim na companhia da mãe e de um irmão mais velho, dado o seu pai ter emigrado para a Suiça. Será nesse país que mais tarde a família se voltará a reunir. Tendo beneficiado de formação musical, o músico verá os seus horizontes alargados quando o irmão lhe apresenta músicos e projectos como Prince, Massive Attack ou Eurythmics, entre muitos outros. Com o inesperado falecimento do seu mentor e familiar, Mourah passa por uma juventude rápida e cada vez mais orientada para a actividade musical, mostrando-se muito interessado na tendência funk. Integra então um grupo chamado Anticlockwise (não confundir com o grupo rock português com nome idêntico) e explora influências na área do jazz ao mesmo tempo que aperfeiçoa a sua performance vocal. É nessa altura que decide instalar-se em Londres, onde permanecerá durante um ano, tocando em jam sessions em bares e locais obscuros. De volta à cidade de Genebra, inicia os seus estudos universitários e começa a compor e a gravar temas cada vez mais orientados para a exploração electrónica. Com 23 anos, grava a sua primeira maqueta estruturada, enviando-a para apreciação a diversas editoras europeias. O selo português Zona Música mostra-se interessado na sua edição, propondo-lhe um contrato para três álbuns. Mourah deixa então os seus estudos em fase letárgica e ruma a Lisboa, cidade onde inicia as sessões de gravação daquele que será o seu primeiro longa duração, "From One Human Being To Another". As sessões são adiadas devido ao súbito e trágico desaparecimento do seu pai num acidente de carro. Após uma fase dedicada à reacção a este evento, Moura colabora no disco de Pilar, "Põe um Bocadinho Mais Alto" e participa na compilação "Base" da Lisbon City Rockers com o tema "Roundtrip at Dawn". Colabora também com Miguel Cardona dos Coldfinger na faixa "Deeper" e com DJ Ferro sob a designação Echosonic. Em 2003 edita finalmente o seu primeiro trabalho, "From One Human Being to Another", um disco honesto e simples, onde o ponto de equilíbrio se encontra no centro de sonoridades acústicas e electrónicas. Desse labor dirá na altura que "Não é um disco homogéneo, com temas que seguem uma lógica sonora no objectivo de sugerir um ambiente no imaginário do ouvinte. É uma espécie de colectânea dos meus primeiros passos musicais, explorando caminhos diferentes tais como a trip-hop, o drum’n’bass ou outros. Não procurem uma linha de directriz entre os temas, aqui o que os liga é a ruptura entre eles. Não é uma viagem de uma hora mas sim onze viagens de cinco minutos". Em 2006 editará um novo trabalho, "New Versions", disco de continuação que não terá seguidor. O trabalho apresentava novas versões de temas do disco anterior. A viagem de "From One Human Being to Another", tinha agora um caminho alternativo. Mais curto mas com menos atalhos. Em "New Versions", a diversidade rítmica continuava a estar presente. A voz, o trip-hop e o drum n’bass também. A abordagem era diferente. O disco mostrava ser uma síntese do seu trabalho e vem provar que, em geral, um bom tema dá uma boa remistura. Na altura, questionado sobre a possibilidade de surgirem novos trabalhos de Mourah, este dizia: "De momento decidi obrigar-me a uma pausa com o intuito de desfazer o meu mecanismo de produção e recomeçar do zero. De uma certa forma é tentar apreender a minha imaginação, inspiração e desencadear novos processos de produção, descobrir quais as dinâmicas que daí surgem. É sempre bom colocar em causa o nosso trabalho, mesmo se o projecto anterior teve sucesso. De momento vou alimentando-me de livros, cinema, cenas do quotidiano da vida. Vou escrevendo e compondo esboços, mas nada de concreto. Deixo crescer o bicho em mim e quando sentir que estou pronto, irei começar a trabalhar a sério".

DISCOGRAFIA


FROM ONE HUMAN BEING TO ANOTHER [CD, Zona Música, 2003]


NEW VERSIONS [CD, Zona Música, 2006]

COMPILAÇÕES


BASE [CD, Lisbon City Records, 2003]


LISBON CITY ROCKERS [CD, Dance Club, 2003]

PRESS
O Prince(pezinho) e os Sapos, Ana Markl, Blitz nº 988 de 07-10-2003
Verdes Anos, Catarina Sacramento, Blitz 990 de 21-10-2003
Sons Itinerantes, Filipe Silva, Rock Sound nº 14 de 01-2004

3 comentários:

Anónimo disse...

www.facebook.com/MourahOfficial

www.mourah.com

atg disse...

Deu que falar quando foi editado o seu disco de estreia. Há poucos meses ouvi novos temas mas não sei se tiveram edição oficial. Proventura pode-se saber consultando o site referido por um leitor anterior mas que ainda não fiz.

Anónimo disse...

Hoje é o dia!

Lançamento do aguardado novo álbum Kardia!
Disponível no Itunes : http://hyperurl.co/mourah.kardia
em CD: http://hyperurl.co/mourah.kardia.cd
e em Vinyl: http://hyperurl.co/mourah.kardia.vinyl

Comprem musica se desejam apoiar os artistas e respeitar o trabalho deles.

Mais info:
www.facebook.com/MourahOfficial

e o novo video: https://youtu.be/CCc-D1-2XoY

Por ter comprado o disco, posso dizer que está brutal! Espero que receba a devida vizibilidade.