09 fevereiro 2013

MERCILESS DEATH



Criados em Loures durante 1988, os Merciless Death tiveram na sua génese João Silva (bateria), Kontacto (guitarra) e Nuno (voz). Apesar de ter temporariamente abandonado o grupo para se juntar aos Massive Roar através da resposta a um anúncio de jornal em que esta banda procurava um baterista, João Silva regressa aos Merciless Death para encontrar uma formação já algo diferente da que tinha deixado: Jorge (baixo) e Carlos (guitarra), ambos antigos elementos dos Fallen Angel haviam reforçado os quadros do projecto, garantindo-lhe uma maior densidade e maturidade sonora. Como quinteto, trabalham intensamente os temas compostos desde o início do grupo e estreiam-se ao vivo num concerto ocorrido no Pingo Doce da Póvoa de Santo Adrião em 29 de Junho de 1989, dazendo a primeira parte dos Braindead. Uma semana depois tocam no Bar Oceano em Lisboa. É por essa altura que o som praticado, inicialmente mais próximo do hardcore, começa a sofrer uma mutação em direcção ao Trash. Esta alteração desagrada a Nuno, que acaba por abandonar o grupo, sendo prontamente substituído por Mike. As mudanças não ficarão por aqui pois, após um novo concerto no Bar Oceano, João Silva informa os restantes membros que pretende voltar a integrar os Massive Roar, apesar de pretender manter a ligação à sua banda. A ideia não é muito bem recebida e o guitarrista Kontacto deixa de fazer parte dos Merciless Death. Após algum tempo de inactividade, João Silva regressa em definitivo, deixando de se dividir com outros projectos. É nessa altura que Nuno integra o grupo como segundo guitarrista. Em Junho de 1990, os Merciless Death gravam, nos Estúdios Musicorde, uma demo tape com apenas um tema, "Day After" que servirá para apresentar o grupo e o seu som. Não tendo sido bem sucedidos nessa promoção, o grupo virá a desintegrar-se algum tempo depois.

DISCOGRAFIA


DAY AFTER [Tape, Edição de Autor, 1990]

0 comentários: